quinta-feira, 30 de agosto de 2012


Com apoio de Aécio, Lacerda mantém liderança com folga em BH

PAULO PEIXOTO
DE BELO HORIZONTE

O prefeito e candidato à reeleição Marcio Lacerda (PSB) mantém ampla vantagem sobre o ex-ministro Patrus Ananias (PT) na disputa pela Prefeitura de Belo Horizonte. O candidato do PSB aparece 16 pontos percentuais à frente do petista, segundo pesquisa Datafolha realizada em parceria com a TV Globo.
Com apoio do ex-governador e senador tucano Aécio Neves, Lacerda tem 46% das intenções de voto, contra 30% de Patrus, que tem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como principal cabo eleitoral.
Ratinho Junior e Luciano Ducci dividem liderança em Curitiba, diz Datafolha
Disputa pela Prefeitura de Porto Alegre tem empate técnico, aponta Datafolha
Paes mantém liderança isolada no Rio, aponta Datafolha
Russomano vira líder isolado, Serra cai e Haddad sobe em SP, mostra Datafolha
Candidato do PSB dá salto em pesquisa e empata com petista em Recife
Faltando 39 dias para o pleito e uma semana após o início da propaganda eleitoral no rádio e na TV, a diferença a favor de Lacerda oscilou um ponto para baixo em relação à verificada pelo Datafolha na pesquisa anterior, de 19 e 20 de julho.
Folhapress
Os candidatos Marcio Lacerda (PSB) e Patrus Ananias (PT)
Os candidatos Marcio Lacerda (PSB) e Patrus Ananias (PT)
Os eleitores indecisos são 9% do total, uma oscilação negativa de três pontos em relação à pesquisa anterior. Os brancos são 10%.
Os outros cinco candidatos que concorrem à prefeitura da capital mineira somam 4% das intenções de voto.
A margem de erro do levantamento é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. O Datafolha ouviu 827 eleitores nesta terça-feira (28) e quarta-feira (29), e a pesquisa está registrada na Justiça Eleitoral sob o número MG-00294/2012.
Em relação à pesquisa de julho, Lacerda oscilou positivamente dois pontos (de 44% para 46%), enquanto as intenções de voto em Patrus oscilaram três pontos --passou de 27% para 30%.
Os dois candidatos continuam com índice de rejeição parecido. O ex-ministro é rejeitado por 19% do eleitorado; o prefeito, por 17%.
Entre as intenções de voto nos demais candidatos, Vanessa Portugal (PSTU) é a que aparece à frente, com apenas 3%. Atrás dela, com 1%, está a candidata do PSOL, Maria da Consolação. Pepê (PCO), Dr. Alfredo Flister (PHS) e Tadeu Martins (PPL) não atingiram 1%.
Pepê, cujo programa eleitoral diz para o trabalhador "não levar a sério as eleições", é o mais rejeitado: 33%.

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Tiroteio deixa seis mortos em Belo Horizonte, segundo a Polícia Militar (Postado por Lucas Pinheiro)

 Um tiroteio deixou seis pessoas mortas na noite deste domingo (26) no bairro São Geraldo, na Região Leste de Belo Horizonte, segundo a Polícia Militar (PM). De acordo com a corporação, 14 pessoas ficaram feridas no conflito. Já testemunhas dão conta de que ao menos 16 pessoas foram feridas.

Uma briga entre gangues teria dado início ao tiroteio, que começou na porta de um restaurante, localizado na Avenida Itaité. Ainda conforme informou a PM, dois homens de moto chegaram ao local atirando. Durante o tiroteio, um deles foi atingido e o outro fugiu.

 Segundo a polícia, uma submetralhadora de 9 milímetros, de uso restrito das Forças Armadas, era usada pelo suspeito, que foi atingido por disparos. Ele foi socorrido para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, na capital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. A arma foi apreendida pela polícia.

Pessoas que não tinham ligação com as gangues também foram atingidas por disparos. Um cliente do restaurante que conseguiu escapar relatou que o estabelecimento estava cheio no momento do tiroteio.

Quatro das vítimas foram socorridas no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, na capital. Uma delas, uma mulher de 22 anos, está internada em estado gravíssimo na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da unidade de saúde, segundo assessoria do hospital. Ela respira com a ajuda de aparelhos. Outra vítima que foi encaminhada para o hospital recebeu alta. Os outros dois pacientes que estavam internados no hospital morreram e estão entre os seis mortos registrados pela Polícia Militar (PM). De acordo com a PM, outros feridos foram encaminhados para o Hospital Municipal Odilon Behrens, em Belo Horizonte. Segundo informações da assessoria do hospital, um homem e uma mulher estão internados na unidade com quadro estável.

Os corpos das seis pessoas que morreram foram encaminhadas para o Instituto Médico Legal (IML). Ainda de acordo com a polícia, até a publicação desta reportagem ninguém havia sido preso.

Troca de tiros em Contagem
Dois homens morreram e três militares ficaram feridos na madrugada desta segunda-feira (27) durante perseguição policial no bairro Novo Progresso, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Militares se dirigiram ao local após denúncias de que suspeitos andavam armados livremente na região. De acordo com informações do 18º Batalhão de Polícia Militar (PM), ao chegar ao local, os policiais foram recebidos a tiros. Um terceiro suspeito foi baleado e outro se entregou.

Os feridos foram socorridos para o Hospital Municipal de Contagem, na Grande BH. A assessoria da Polícia Militar (PM) não soube informar para qual delegacia o suspeito que se entregou foi encaminhado. Com os suspeitos, a polícia encontrou uma espingarda calibre 12 e duas armas semiautomáticas, que foram apreendidas.

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Homem é suspeito de agredir e atirar contra mulher grávida em BH (Postado por Lucas Pinheiro)

 Um homem foi preso na noite desta quarta-feira (15) depois de agredir e de atirar duas vezes contra a mulher grávida, de 31 anos, no bairro Vila Aeroporto, na Região Norte de Belo Horizonte. Os disparos não atingiram a vítima. Segundo a Polícia Militar (PM), ela contou que o marido, de 39, chegou em casa bêbado e a acusou de ter o traído com o irmão dele.

O casal tem dois filhos e a mais velha, de 9 anos, teria presenciado a violência. Um vizinho foi quem chamou a PM, que prendeu o homem por ameaça e posse ilegal de arma de fogo.

A grávida prestou depoimento na Delegacia da Mulher e disse que era agredida com frequência, mas ainda não tinha registrado um boletim de ocorrência contra o companheiro.